Conhecimentos básicos sobre automação
Conhecimentos básicos sobre automação

O ser humano como modelo para a automação

Uma máquina funciona – simplificando bastante – como um ser humano. Como nós, seres humanos, usamos os nossos órgãos sensoriais para registrar o nosso ambiente, a máquina registra seus arredores por meio de sensores, dispositivos e sistemas de medição de deslocamento. A máquina recebe sinais continuamente e os transmite através do distribuidor até o sistema de comando. Este os interpreta como sinais de entrada e os transmite como sinais de saída aos atuadores. Por exemplo, válvulas, sistemas de acionamento ou colunas de luz, os quais causam uma ação e iniciam o funcionamento da máquina.

O nosso corpo e o seu equivalente técnico

O corpo humano encontrou o seu equivalente técnico na máquina:

  • Visão/paladar/olfato/tato – Sensor de visão/pressão/ótico/indutivo/capacitivo, sistema de medição de posição/deslocamento
  • Audição – cabeça de leitura RFID, sensor ultrassônico
  • Nervos – distribuidor, cabo, conector
  • Cérebro – sistema de comando, CLP
  • Fala – cabeça de escrita RFID, buzina, SmartLight
  • Músculos – válvula, acionamento, motor, coluna de luz, buzina

Produtos indicados

Sensores óticos da Balluff

Sensor óticos para detecção de objetos por meio de luz/laser

Sensores de pressão da Balluff

Sensor de pressão para monitoramento de pressão em fluídos e gases

Módulos de distribuidor da Balluff

Módulo distribuidor de rede para a comunicação ao sistema de comando

Conector de válvula da Balluff

Conector para a ligação de válvulas ao sistema de comando

Visão geral dos temas:

Funcionalidade, estrutura e tecnologia de sensores

Fiação elétrica de sensores

Diferença entre comutação e medição em sensores

Resolução, desvio de linearidade, exatidão

Atensão de alimentação de sensores